A gigantesca janela de oportunidades para os jovens | YAMI
YAMI - youth agribusiness movement international
A gigantesca janela de oportunidades para os jovens
01/04/2022

A gigantesca janela de oportunidades para os jovens

*JOSÉ LUIZ TEJON MEGIDO

Dentro de um programa do CIEE há riquíssimas oportunidades de carreiras inovadoras demandadas pelo agronegócio, como no Matopiba, que agora abre gigantesca janela de oportunidades. Matopiba poderá constituir tremenda central elétrica e energética com biogás, geradores e veículos movidos a biometano. Produção a partir de biodigestores, utilizando geradores de eletricidade local e própria e ainda mais, produção de biometano, como combustível de gás natural renovável. E tudo isso, ainda recebendo incentivos de descarbonização.

Independente de qual segmento escolhido para iniciarem as suas carreiras, aos jovens é importante ter a visão do agronegócio como um conjunto único, sistema totalmente interdependente. Portanto, não importa se o jovem está no supermercado, no frigorifico, no laticínio, na agroindústria, na Embrapa, na empresa de máquinas ou na agricultura. Tudo isso está interconectado, e ele precisa dominar todo esse sistema.

Temos a disposição conhecimentos comprovados na pecuária de corte, por exemplo. Numa propriedade bem administrada sob os fundamentos do plano ABC+, de ILPF (Integração Lavoura Pecuária e Floresta), retiramos carbono da atmosfera, ao invés de emitir. O genial nisso é que melhora a segurança dos produtores, diversificando para multiplicidade – boi, grãos e produtos florestais. Essa integração pode ser feita com frutíferas, por exemplo. E mais ainda, os originadores que irão ao futuro são aqueles que terão selos de certificação internacionais, pois os seus clientes, as agroindústrias, frigoríficos, laticínios e supermercados precisarão comprovar práticas sustentáveis na originação dos alimentos, fibras e agroenergia.

Ao iniciar seus conhecimentos, o jovem começa a caminhada para ser gestor de tecnologia. A responsabilidade pela saúde do mundo e das populações tem nos agricultores os seus principais agentes, portanto, as cadeias do agronegócio formam conjunto único. Desde a genética, a ciência, os insumos, a tecnologia que antecede sua aplicação nos campos, águas e mares passam pelos modernos agricultores, gestores da inovação e administradores da saúde sustentável com digitalização, segue para a agroindústria, os frigoríficos, laticínios, vai aos supermercados e chega nos consumidores finais que precisarão cada vez mais de educação antidesperdício. Tudo virou sinônimo de saúde, agora. E jamais, jovens, se esqueçam da importância das cooperativas e dos fundamentos cooperativistas, essenciais para combater a miséria, a pobreza e a fome no mundo.

*Prof. José Luiz Tejon Megido é doutor em Educação pela Universidad de La Empresa/Uruguai. Seu extenso currículo inclui especializações na Harvard e outras universidades, estrangeiras e brasileiras. É coordenador acadêmico do Master Science Food & Agribusiness Management da Audencia Business School, Nantes/França, jornalista e autor/coautor de 35 livros.

Fonte: Revista do CIEE

Cadastre-se em nosso mailing!

Cadastre-se em nosso mailing!

E fique por dentro das novidades do Yami.